terça-feira, 29 de janeiro de 2008




Encravadas no tempo, adormecem erectas as chaminés, levantadas pedra a pedra, e que exalavam fumos e odores na transformação da cana sacarina em “ouro branco”.
Assim foi, o tempo áureo dos engenhos de açúcar, quando nós abastecíamos as casas do velho continente.

32 comentários:

jawaa disse...

Que belas imagens recordando os «engenhos» de açúcar, não sabia que havia disso por ai...
Um abraço

Maria P. disse...

Agora modelos para estas excelentes imagens!

Beijinho Rui*

mena m. disse...

Testemunhas de tempos idos, a primeira fazendo sombra à palmeira quem sabe até quando...
as de baixo despidas da argamassa pelo tempo , agora já só pedra sobre pedra, num retorno à natureza.

Lindas, Rui!

Berta Helena disse...

Que boa ideia registar essas memórias preciosas. Guardá-las enquanto se mantêm erguidas.

Gostei de revê-las.

Um abraço.

Oliver Pickwick disse...

Uma bela seqüência nostálgica, caro Rui. Chaminés erguidas pela técnica da "alvenaria à tição", pelo menos este é o nome conhecido aqui no Brasil. Ainda temos muitas delas - em desuso, é claro, contudo, algumas restauradas, outras além de restauradas, foram integradas à novas construções como um elemento escultural, decorativo.
Abraços!

Betty Branco Martins disse...

Querido Rui




______________cheguei!!!
agora é só_____um olÁ:)



e_________de todo coração__________




agradecer____________a visita na minha ausência


____________voltarei mais tarde
para ler e_____________comentar





beijOs com carinhO

Maria Dias disse...

Olá Rui...

Me encantei com as fotografias vistas daqui!Tomei conhecimento do seu blog de passagem no blog de Oliver...As fotos das chaminés estão espetaculares viu?!Parabéns pelo bom gosto nas imagens e na escrita!

Maria Dias

BaBy_BoY_sWiM disse...

Formidaveis fotos... Adoro o passado da Madeira!

Maria disse...

Excelentes fotografias........
... das nossas memórias...

Beijinho, Rui

Jonice disse...

Que bonita a série das imagens da doçura anciã, querido Senhor do Mar.

Beijinhos e beijinhos :)

O Profeta disse...

Olá amigo Rui...bonitas fotos, engenhos que deviam ser recuperados pois são patrimonio cultural...sabias caro amigo que aqui em S,Miguel o açucar é estraído de beterraba?


Abraço

Atlantys disse...

Bonitos estes sinais do tempo, testemunhos de outras eras Rui =)
Beijokas e continuação de boa semana =)***

GarçaReal disse...

Quando vejo tuas fotos...

Quando leio teus dizeres....

Quando vislumbro teu sentir...

Abarca-me um desejo enorme de tua terra conhecer...

Lindissimo...Sempre

bjgrande

Andreia do Flautim disse...

tens muito jeito para a fotografia!

Lusófona disse...

No Brasil também há dessas chaminés que abasteciam com "ouro branco" muitas cidades da Europa.

Lindas fotos como sempre!

Beijinhos, Amigo Rui

JOSÉ NEVES disse...

Testemunhos vivos a resistir a tudo e a todos, gostei das imagens.

Abraço.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amigo Rui, belas imagens, para ficarem na nossa memória.
Beijinhos de carinho.
Fernandinha

Kalinka disse...

Olá Rui
Sempre belas imagens as que nos ofereces. Muito obrigado.

Já alguma vez abriste janelas, para ouvir estrelas? Vou começar a pensar nisso quando chegar a Primavera; gostaria de conversar com elas a noite toda!!!

Beijos cintilantes.

Estranha pessoa esta disse...

Senhor do Mar,

Tanto tempo sem vir aqui...... Saudades deste mar. Saudades das tuas palavras e sentires.

Espero que estejas bem.
Que estejas a sorrir muito.
E a sorrir bem.

Um abraço enorme para ti e para o teu netinho.

M. disse...

Lindas fotografias, Rui!

Teresa David disse...

Mais uns belos apontamentos dessa ilha em que em cada canto se pode recolher uma imagem de deleite para os olhos, quando se tem talento para o fazer como tu!
Bjs
TD

Anónimo disse...

Great Photos!

Teresa Calcao disse...

Ola Rui,
Ainda existem plantacoes de cana de acucar ai na Madeira?Fiquei curiosa!!!!!!Lindas fotos!
Beijinho

Stellinha disse...

Afotografia quando não temos a felicidade de viver e se deliciar com essas imagens, nos dão uma dimensão da história que se preserva através dos tempos...MARAVILHOSO RUI! Trouxe-me lembranças de infância.
Abraços carinhosos
Stellinha :)

Ás de Copas disse...

É sempre tempo de recordar... enquanto houver pessoas como tu :)
Um beijo para ti, Rui

jo disse...

Outros tempos, outros modos de viver, mas custa ver desaparecer o que outros criaram, pelo menos acontece-me a mim. Abraço

Gonçalo T. Almeida disse...

Olá Rui, de facto as chaminés conseguem suportar o peso dos tempos sempre erectas!

jj disse...

Hum... e mel de cana, com malassadas por estes dias... Ai, saudades!

Jinhos, Rui, e bom Carnaval!

Sandra Rocha disse...

Que grandes chaminés. Magnificas fotos.

FERNANDA & POEMAS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Rui, bom fim de semana.
Beijinhos de carinho.
Fernandinha

Klatuu o embuçado disse...

Estas estão excelentes!
Adoro fotos de edifícios velhos, ruínas, etc.

Não há por aí ruínas? E uns fortes?

Abraço.